FORMACAO

A formação é feita para “agarrar-se a Deus”, segundo as palavras do Frei Maria-Eugênio.

É um tempo de enraizamento espiritual antes de voltar para as realidades diárias, de retomar os estudos, o trabalho, ou o ministério para os sacerdotes.

 
 

Formação Inicial

 
“Vocês estão aqui para vos transformar em almas de quem Deus  é a força, vida, luz…Nosso objetivo é de vos ajudar a tomar consciência do absoluto de Deus para O fazer entrar em vossa vida e vos acostumar a lhe dar tudo.” (Frei Maria-Eugênio)

A primeira formação dura dois anos e é realizada em um dos centros de formação (em Venasque, na França, ou em Encanto, nas Filipinas).

Ela consiste principalmente em adquirir a ciência prática da oração, em aprofundar o conhecimento dos textos da  Santa Escritura e dos ensinamentos da Igreja, em se alimentar da espiritualidade dos santos do Carmelo. Os membros se habituam através das realidades simples da vida diária, a viver na presença de Deus, a se colocar à escuta e à disposição do Espírito Santo. O ritmo diário contribui concretamente para esta aprendizagem.

Formacao2

 
O dia-a-dia num centro de formação é o seguinte:

06h30: Oração silenciosa

07h30:Ofício da manhã, seguido do café da manhã.

08h30: Tempo de trabalho manual

10h30: Tempo de leitura / estudo pessoal

12h00: Missa, seguida do almoço e de um momento fraternal

14h30: Hora do Silêncio (leitura, descanso)

16h00: Ofício das Leituras

17h30: Ensino (Palavra de Deus, os santos do Carmelo, ensinamento da Igreja)

18h45: Oração

19h45: Vésperas, seguido de jantar e um momento fraterno

21h15: Completas

 
No final desses dois anos, os membros se comprometem com o Instituto Nossa Senhora da Vida em um dom total através dos votos de castidade, pobreza e obediência.

 
 

Formação contínua

 
Após seus primeiros votos, os membros leigos, homens e mulheres portam o seu testemunho em uma vida normal sendo fiéis aos seus engajamentos específicos.

Onde quer que eles estejam, os membros guardam a prática da oração e os retornos frequentes  às casas de retiro como elemento vital.

Antes de um engajamento definitivo – que é  feito geralmente seis anos após os primeiros votos – os membros têm tempos específicos de formação, tanto intelectual quanto espiritual (fins de semana, sessões,…) e além disso, eles se encontram frequentemente com seus responsáveis. O membro comprometido definitivamente, preocupa-se em se enraizar progressivamente em sua vocação através das leituras e dos estudos enquanto desfruta ao mesmo tempo de possibilidades variadas de formação.