Homem Consagrado

“O Instituto Nossa Senhora da Vida quer permanecer na presença do Deus vivo e arder  de zelo por sua glória, ele ama o deserto e a ele retorna para encontrar Deus e beber nas fontes de água viva que ele faz jorrar, mas ele também o deixa para ser no mundo um testemunho do Deus vivo, para  o revelar às almas e orientá-las para as profundezas da sua intimidade.”
(Prólogo das Constituições)

Assim como os sacerdotes e as leigas consagradas, os membros masculinos de Nossa Senhora da Vida, também conhecidos como Filhos de Nossa Senhora da Vida, querem unir a contemplação e a ação em sua vida profissional, social e eclesial, segundo o carisma comum aos três ramos.

 

Os Filhos de Nossa Senhora da Vida hoje:

Uma vocação original na Igreja

Em termos gerais, a vocação dos leigos consagrados de Nossa Senhora da Vida pode ser caracterizada em quatro pontos principais. Os Filhos de Nossa Senhora da Vida são:

  • plenamente consagrados a Deus pela profissão dos conselhos evangélicos (pobreza, castidade e obediência)
  • totalmente leigos em uma vida ordinária em pleno o mundo, com o exercício de uma profissão e a participação em diversas atividades relacionadas à sua inserção
  • enraizados no espírito do Carmelo e na vida de oração (2 horas por dia)
  • participantes da missão da Igreja no mundo e à partir do mundo.

Uma preparação adaptada

Uma preparação inicial de dois anos em uma casa de Nossa Senhora da Vida é seguida pelos votos temporários (antes da profissão). Tem-se 6 anos de experiência antes de professar os votos perpétuos.

Uma vida em pleno mundo

A maioria dos Filhos de Nossa Senhora da Vida têm uma atividade profissional num dos diversos setores privados ou públicos: indústrias, obras públicas, médico-social, educação, funções públicas e diplomáticas, edições, artesanato…

Eles vivem sozinhos ou em pequenos grupos, sem sinais aparentes de sua consagração.

No caso de divider uma casa, o estilo de vida  deles é mais parecido com o  de uma família do que com o de uma comunidade, deixando a cada um a responsabilidade de encontrar o seu próprio ritmo para atender as exigências de sua vocação. Por exemplo, um gerente terá um ritmo diferente de um professor de escola.

É o testemunho de vida e as ocasiões simples que permitem revelar progressivamente o coração deste chamado particular à vida consagrada: para Deus e para os homens.

Um grupo de vida fraterna

Seja qual for o lugar, os membros se esforçam para permanecer em contato estreito com o seu responsável e desenvolver relações com os outros membros do ramo masculino.

Para garantir o equilíbrio de sua vida e a fecundidade do seu apostolado, eles retornam regularmente em uma casa de retiro, que é como a casa de família.

Um retiro de três semanas consecutivas é feito a cada ano sendo este muitas vezes vivido em comum.

<!–
Eles são hoje 30 membros em quatro continentes:

  • Europa (França, Espanha, Grã-Bretanha, Polônia)
  • Ásia (Filipinas, e em breve Japão)
  • América (Canadá, México)
  • África (do Sul)

–>